Todos os posts de Claudia Olyver

PREFEITURA DE DIVINO ABRE EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO, PREVENDO A CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PROFISSIONAIS NA ÁREA DE SAÚDE

A Prefeitura Municipal de Divino abriu Edital para a realização de Processo Seletivo Público, prevendo a contratação temporária por excepcional interesse público para atribuições vinculadas a programas desenvolvidos pelos governos federal e estadual em parceria com o Município de Divino no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde, nos termos da legislação municipal. São oferecidas diversas 35 vagas em diversos cargos, conforme tabela abaixo: As inscrições deverão ser realizadas PRESENCIALMENTE na Sede da PREFEITURA MUNICIPAL DE DIVINO, situada na Rua Marinho Carlos de Souza, nº 05, Centro, CEP 36820-000, Divino/MG. O candidato que comparecer para efetuar sua inscrição deverá estar munido dos seguintes documentos: cópia (acompanhada do original) da cédula de identidade ou outro documento equivalente de valor legal, com foto. cópia (acompanhada do original) do CPF. CONFIRA O CRONOGRAMA COMPLETO DO PROCESSO SELETIVO PÚBLICO: criar um blog

By: Miradouronoticias.com/Fonte: Parceiro: Carangola Noticias

MPF INVESTIGA VIOLAÇÕES DOS DIREITOS INDÍGENAS EM MINAS GERAIS

Representação da etnia Xacriabá levou à abertura do inquérito

O Ministério Público Federal de Minas Gerais instaurou um inquérito para investigar ameaças a territórios indígenas no Estado. As investigações foram motivadas por uma representação apresentada pela etnia indígena Xacriabá, que vive no Norte de Minas. A tribo pediu providências contra a medida do Governo Federal que transferiu as atribuições da Fundação Nacional do Índio (Funai) para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

A Medida Provisória proposta pelo executivo federal estabelece que o ministério seja o responsável por identificar, delimitar, demarcar e registrar as terras tradicionalmente ocupadas pelos povos indígenas. No documento encaminhado ao MPF, a etnia aponta que a mudança ignorou a Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), da qual o Brasil é signatário, que estabelece que povos indígenas e demais povos e comunidades tradicionais têm direito à consulta prévia sobre todos os assuntos que os afetem diretamente.

A partir da denúncia, o MPF vai investigar as ameaças aos direitos territoriais, sociais e culturais dos povos indígenas em Minas Gerais e marcou uma audiência pública para 3 de abril, na sede da Procuradoria da República em Minas Gerais. Na audiência serão debatidos temas como a vulnerabilização dos direitos territoriais e as dificuldades enfrentadas pelos indígenas, sociais, econômicos e culturais e definidas estratégias de enfrentamento das violações de destes povos. A reunião acontece às 14h do dia 3 de abril e é aberta ao público sem a necessidade de inscrição prévia.

A reportagem procurou pelo Governo Federal e aguarda retorno.

By: Miradouronoticias.com/Fonte: Hoje em Dia

FALTA DE DINHEIRO AMEAÇA VOLTA AS AULAS EM UM TERÇO DAS CIDADES MINEIRAS

O presidente da AMM irá realizar na próxima segunda-feira encontro com os prefeitos para definir o calendário letivo

Aproximadamente 300 dos 853 municípios mineiros podem ter a volta às aulas suspensa por causa da crise financeira. A alegação dos prefeitos é que falta dinheiro para merenda, energia elétrica, água e pagamento dos professores.  “Cerca de 300 cidades decidiram não iniciar o ano letivo. São 11 municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte, 23 do Vale do Mucuri, 19 do noroeste de Minas e várias outras prefeituras espalhadas pelo Estado”, diz o presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM) e prefeito de Moema, Julvan Lacerda (MDB).

Atualmente, a dívida do Estado com os municípios mineiros é de R$ 12,6 bilhões. O grosso do débito é herança da gestão de Fernando Pimentel (PT). No entanto, de acordo com Julvan, o governo de Romeu Zema (Novo) tem feito os repasses semanais dos recursos obrigatórios referentes a ICMS, Fundeb e IPVA de forma fragmentada desde que assumiu.

Segundo a AMM, na última terça-feira, dos R$ 430 milhões referentes ao ICMS, foram pagos R$ 180 milhões. Já os recursos do IPVA, que totalizam R$ 117 milhões, não teriam sido pagos nesta semana. Para Julvan, o governo tem tratado os repasses obrigatórios como fluxo de caixa, ou seja, dinheiro que pode ou não estar comprometido de acordo com as despesas. No entanto, por lei, 25% da arrecadação de ICMS, IPVA e Fundeb devem ser destinados às prefeituras, sem exceções.

“Queremos deixar claro que o dinheiro do ICMS, IPVA e Fundeb é das prefeituras. O Estado tem que repassar integralmente, está previsto na lei. E é algo absurdo porque sem esse dinheiro não podemos, por exemplo, comprar merenda, pagar professores. Não tem de onde tirar. Entendemos a situação do Estado e não estamos cobrando as outras dívidas, aquelas que envolvem o fluxo de caixa do governo”, disse Julvan.

Na primeira semana de gestão, o governo Zema informou, por meio de nota à imprensa, que havia dado “início ao processo de retomada das transferências regulares de recursos para os municípios mineiros”.  De lá para cá, segundo a AMM, houve atrasos em pelo menos um dos impostos. Procurada, a Secretaria de Estado de Governo (Segov) não respondeu à reportagem. Ninguém da assessoria do ex-governador Fernando Pimentel (PT) foi encontrado.

Além dos repasses obrigatórios, o governo de Minas ainda deve às prefeituras R$ 4,7 bilhões referentes à saúde; R$ 99 bilhões do PIS da assistência social; R$ 400 milhões oriundos de multas de trânsito e outros R$ 152 milhões do transporte escolar.

Diante da situação, na próxima segunda-feira a AMM irá realizar em BH um encontro com os prefeitos para definir o calendário de volta às aulas.
“Algumas prefeituras decidiram voltar no meio de fevereiro; outras, só após o Carnaval, e muitas apenas quando o governo se comprometer a regularizar os repasses obrigatórios. Na reunião, vamos decidir um cronograma unificado”, diz Julvan.

Em Pavão, no Vale do Mucuri, o prefeito Luciano Gonçalves (PRB) disse que as três escolas municipais vão esticar as férias para cerca de 800 alunos. “Nós conseguimos fazer os pagamentos dos professores, mas não dá para o município arcar sozinho com tudo. Precisamos da verba do Fundeb para merenda, contas de água e luz e até giz. É um risco abrir as escolas e elas não terem como funcionar”, afirmou.

By: Miradouronoticias.com/Fonte: Hoje em Dia

COMANDANTE DO 47º BATALHÃO DESTACA INTEGRAÇÃO POLÍCIA MILITAR E POLÍCIA CIVIL NO CASO DO HOMEM PRESO POR 30 ROUBOS EM MURIAÉ

Comandante do 47º Batalhão destaca integração PM e PC no caso do homem preso por 30 roubos em Muriaé
Tenente Cel. Joedson fez pronunciamento à imprensa na tarde desta sexta (18)
Clique e ouça na íntegra

 

Em pronunciamento na sede do 47º Batalhão da Polícia Militar (47º BPM), no bairro Safira, na tarde desta sexta-feira (18), o comandante da unidade, tenente coronel Joedson Gomes, falou sobre o caso do homem acusado por ao menos 30 assaltos a mulheres nos últimos meses em Muriaé. O rapaz de 29 anos foi preso nesta quinta-feira (17), pela Polícia Civil (PC), na cidade de Piraúba – a cerca de 110 km de Muriaé – na região de Ubá – e, o tenente coronel destacou a integração entre PM e PC como elemento fundamental para a captura do suspeito.

O comandante da PM na região esclareceu que ambas as polícias mantinham esforços contínuos visando a prisão do autor, e ressaltou que informações decisivas começaram a surgir a partir da apreensão da motocicleta utilizada nos roubos, que foi apreendida por policiais militares no último dia 11 de janeiro.

Para ouvir as declarações na íntegra, clique no ícone de áudio abaixo da foto

Durante sua fala, o tenente coronel Joedson afirmou que o homem era, atualmente, “o alvo número 1” na lista de procurados do 47º Batalhão.

Foragido do Rio de Janeiro

O rapaz preso, Rafael de Souza Fontinha, era considerado foragido da Justiça fluminense, procurado das autoridades do Rio de Janeiro com mandado de prisão em aberto, acusado de assalto e estupro e atentado violento ao pudor. Sua identidade e foto estão no “Portal dos Procurados”, da Secretaria de Segurança do Rio, com recompensa oferecida de R$ 1.000,00 por informações que levassem a sua localização.

De acordo com dados divulgados no portal, o homem tem passagens por tráfico de drogas e associações ao tráfico, além de lesão corporal por violência doméstica, e esteve preso por dois anos no complexo penitenciário de Bangu, de onde saiu em 2010.

By: Miradouronoticias.com/ Fonte: Rádio Muriaé 

SIMULADOR DE NOTAS DE CORTE DO SISU É DIVULGADO PELO MEC PARA AJUDAR CANDIDATOS DO ENEM 2018

Ministério da Educação divulgou ferramenta para candidatos do Enem 2018 compararem o resultado com as notas de cortes das edições anteriores do Sisu e preverem as chances de aprovação.

MEC lança simulador de notas do Sisu — Foto: Reprodução/MEC

O Ministério da Educação lançou, nesta semana, um simulador de notas do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Anunciado na noite desta quinta-feira (17), o sistema já está no ar e pode ser usado pelos estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018.

O resultado do Enem 2018 foi divulgado na manhã desta sexta-feira (18). Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), só 55 candidatos tiraram a nota mil na prova de redação.

Os dados do simulador são os das notas mínimas exigidas para um candidato ter sido aprovado nas edições passadas do Sisu – isso não quer dizer que ele saberá com 100% de segurança se será ou não aprovado para determinada vaga no Sisu do primeiro semestre de 2019, mas dá uma ideia da concorrência.

“Com a ferramenta – que será um instrumento de consulta permanente –, à medida que o estudante inserir as notas, poderá verificar onde teria sido aprovado e em quais opções”, afirmou o MEC, em um comunicado.

Filtros

Ao inserir as notas do Enem em cada uma das cinco provas, o candidato recebe, do simulador, uma lista de todos os cursos em que a nota mínima exigida para aprovação era menor do que a nota dele no Sisu.

Ele ainda mostra qual seria a nota dele, caso esse tivesse concorrido com essa pontuação na edição passada. Isso acontece porque, como as universidades podem escolher pesos diferentes para cada curso em cada prova do Enem, a nota do Sisu acaba variando: um curso de medicina pode pedir mais peso para a nota de ciências da natureza, enquanto outro de história pode querer um peso maior à prova de ciências humanas, por exemplo.

O simulador do Sisu também permite que os candidatos façam diversos filtros para achar as opções de curso desejadas:

  • Modalidade (notas da ampla concorrência ou pela Lei Federal de Cotas)
  • Regiões do Brasil
  • Turno (integral, matutino, noturno ou vespertino)
  • Nome da carreira
  • Estado brasileiro

“O objetivo é manter o simulador sempre atualizado, com dados da última edição do Sisu, e disponível para acesso durante todo o ano, de forma a incentivar o estudante a melhorar o seu desempenho no Enem para obtenção de vaga no curso de graduação desejado”, diz a nota do ministério.

By; Miradouronoticias.com/G1

MOTOCICLISTA CAI EM RIBANCEIRA E FICA FERIDO NA MG-447 EM CATAGUASES

Um motociclista de 34 anos ficou ferido por volta das 8h30, desta sexta-feira (18), após perder o controle da motocicleta Honda 125 FAN Preta, placa de Cataguases, na MG-447, rodovia que liga Cataguases a Miraí, próximo à entrada do distrito da Glória de Cataguases.

De acordo com informações preliminares, a moto desceu por uma ribanceira de quase 20 metros e foi parar dentro de um córrego.

A vítima foi socorrida por uma equipe do SAMU com várias escoriações pelo corpo e foi conduzida para o Hospital de Cataguases.

Uma viatura da Polícia Militar de Miraí (146ª Cia PM) esteve no local, sinalizou a via e acionou a Polícia Militar Rodoviária (PMR) de Dona Eusébia que deverá registrar a ocorrência.

Não houve retenção no tráfego de veículos no local.

By: Miradouronoticias.com/Parceiro: Mídia Mineira

FEMINICÍDIO NA REGIÃO; MULHER É MORTA A FACADAS EM CARANGOLA: EX- MARIDO É PRESO SUSPEITO PELO CRIME

Feminicídio na região: mulher é morta a facadas em Carangola e ex-marido é preso suspeito pelo crime

A cidade de Carangola – a cerca de 85 km de Muriaé – foi palco de mais um caso de feminicídio na região. Na manhã desta sexta-feira (18), Mônica Gonçalves de Lima, 32 anos, morreu após ser esfaqueada na residência onde morava com o casal de filhos. O suposto autor do crime é o ex-marido da vítima, que foi preso pela Polícia Militar (PM).

De acordo com o site “É o Combatente”, de Carangola, Mônica estava amparada por uma medida protetiva que proibia o ex-esposo de se aproximar dela. Mas conforme as informações divulgadas pelo site, o homem de 38 anos ignorou a determinação legal, foi à casa da ex-mulher, e a atacou com golpes de faca no tórax assim que ela abriu a porta.

Mônica chegou a ser socorrida à casa de Caridade de Carangola, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos. Seu corpo passará por exames no Instituto Médico Legal (IML) de Muriaé, antes de ser liberado à família.

Após receber denúncia informando que a mulher havia sido esfaqueada pelo ex-marido e que o mesmo fugiu, a PM iniciou rastreamentos e, pouco depois, o homem foi capturado por policiais militares.

O suspeito será apresentado à Polícia Civil (PC), na delegacia local, e não há detalhes se ele confessou ter assassinado a ex-esposa.

Mônica era muito querida em Carangola e o crime chocou a cidade. Nas redes sociais, o caso trágico está motivando inúmeras manifestações de pesar e até de revolta.

By: Miradouronoticias.com/Fonte : Parceiro: Rádio Muriaé