Uberlândia: PCMG prende trio suspeito de integrar associação criminosa

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu em flagrante três pessoas, de 21, 22 e 23 anos, suspeitas de integrarem uma associação criminosa especializada em crimes de estelionato. O trio foi preso em um hotel na cidade de Uberlândia, Triângulo Mineiro.

Na ocasião, foram apreendidos com eles R$ 15 mil em dinheiro, quatro telefones celulares, 11 máquinas de leitura de cartão, nove garrafas de whisky e outras caixas de bebidas, além de 17 carteiras de cigarro, 17 cartões de crédito em nome de terceiros e um caderno com anotações de potenciais vítimas.

Os suspeitos irão responder por estelionato, podendo pegar de um a cinco anos de reclusão, e associação criminosa, com pena entre um a três anos.

As investigações prosseguem a fim de identificar outros integrantes da associação criminosa no estado de São Paulo.

Dinâmica dos crimes

Segundo apurado, o grupo fazia contato com as vítimas por telefone dizendo que o cartão de crédito delas teria sido clonado e utilizado em compras. E, para que a vítima bloqueasse o cartão, era necessário ligar no número 0800 descrito no verso do cartão.

Entretanto, os suspeitos não encerravam a ligação. Dessa forma, quando a vítima ligava para o número, eles já aguardavam a pessoa na linha, mudavam o locutor e orientavam a vítima a informar a senha que, segundo eles, seria substituída. Além disso, pediam para quebrar o cartão ao meio e redigir uma carta de próprio punho solicitando o cancelamento da compra e a substituição do cartão. Essa solicitação deveria ser entregue a funcionários da empresa.

A vítima entregava o cartão quebrado, mas com o chip intacto. Então, os suspeitos remendavam o material e utilizavam nas 11 máquinas de leitura que levavam com eles, além de fazerem compras e sacarem dinheiro.

Por meio das investigações, foi possível identificar o carro utilizado pelos suspeitos, alugado em uma locadora de veículos em São Paulo (SP). A partir daí, os investigados foram localizados em um hotel na cidade de Uberlândia, onde foram presos em flagrante. Pelas câmeras de segurança, foi possível identificar que eles saíam do estabelecimento com roupas esportivas e trocavam, por trajes sociais, no interior do veículo para aplicar os golpes.

O delegado Marcos Brandão, chefe do 9º Departamento de Polícia Civil, aproveita para alertar a população para que não forneça senhas de cartões a terceiros e, quando forem se desfazer do cartão, que quebre completamente o chip.

PCMG


By: miradouronoticias.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *